Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Luciano Leindecker foi pouco tempo, mas valeu!

Anterior ▲Próximo ▼

Baixista da Cidadão Quem perdeu a batalha contra o câncer na última sexta-feira, depois de oito anos.

 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:completou, correa, tinha, sorriso, bonito, pessoa, boa e perde480 palavras7 min. para ler
Luciano Leindecker foi pouco tempo, mas valeu!
Ver imagem ampliada
A notícia da morte de Luciano, como a maioria das notícias hoje, veio como avalanche pelas redes sociais. Porém não foram os milhares de compartilhamentos que dimensionaram o fato, mas sim o sentimento de perda de um dos mais talentosos e carismáticos músicos do sul do Brasil. Tão grande, Luciano, nunca coube no rótulo de “roqueiro gaúcho”, ele sempre esteve acima disso.
 
Aos 42 anos, “Alemão” como era conhecido pelos amigos, estava internado no Hospital Dom Vicente Scherer, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Luciano foi vítima de complicações relacionadas ao mieloma múltiplo (um câncer que se desenvolve na medula óssea, devido ao crescimento descontrolado de células plasmáticas).

Ele começou aos 16 anos na música, ao lado do irmão, Duca Leindecker. Juntos formaram a Cidadão Quem ao lado do baterista Cau Hafner. E como se fosse um epílogo de um livro triste, Luciano e Cau se juntaram para fazer uma “bela cozinha” em outros horizontes. Cau Hafner morreu em um salto de pára-quedas em 1999.

Em sua página do Facebook, Duca Leindecker postou uma compilação de fotos com o irmão e uma mensagem de agradecimento.

- Meu irmão partiu. Valeu, Alemão! Foi pouco tempo mas valeu!

Querido por todos

Outros artistas que acompanharam a carreira de Luciano também usaram as redes sociais para lembrar a perda do músico e desejar força ao irmão. Entre eles o vocalista da banda Reação em Cadeia, Jonathan Corrêa que lembrou uma característica marcante do baixista.

- Tive o prazer de conhecer esse cara que tinha um sorriso muito bonito. Era uma pessoa boa. A música perde um grande músico. Vá em paz – publicou Jonathan.

O líder do Nenhum de Nós, Thedy Correa falou sobre a força que Luciano mostrou ter ao lutar por longos e cansativos oito anos.

- Hoje tombou um herói. Um dos caras mais corajosos que conheci. Um lutador. Um exemplo a ser seguidoo. Descanse em paz, Luciano Leindecker – afirmou.

Paulo Inchauspe que integra a banda em que Luciano estava trabalhando, a Mani Mani, agradeceu o tempo que pode compartilhar com o amigo a paixão em comum – a música -.

- Valeu alemão. Muito obrigado por esse tempo tão precioso que passamos juntos. Pode acreditar que fez uma baita diferença na minha vida – postou em sua página.

Álbum póstumo

Luciano Leindecker deixa um álbum póstumo, para ser lançado oficialmente ainda este ano. Ao lado dos músicos Paulo Inchauspe e Caio Giradi, Luciano formava a banda Mani Mani, que já disponibilizou o trabalho nas redes sociais em agosto. (clique aqui)

Quanto ao futuro da Cidadão Quem, banda que parou por cinco anos em função do tratamento de Luciano e em 2014 havia retomado os shows, Duca deixou claro que não tem mais como seguir em frente com o grupo.

- Agradeço aos fãs e ao tempo, que nos permitiram ter uma carreira de 20 anos. O que segue agora é a música, mais do que projetos. A banda não – completou.


Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó