Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Led Zeppelin e Oasis são lucrativas mesmo sem novidades

Anterior ▲Próximo ▼
 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:paris, s, what, gallagher, irmão, disco, maio e banda162 palavras2 min. para ler
Led Zeppelin e Oasis são lucrativas mesmo sem novidades
Ver imagem ampliada
Paris - Mesmo sem canções inéditas, Oasis e Led Zeppelin vão alimentar o mercado da músicano mês de outubro, com a reedição de álbuns que se tornaram clássicos do rock, uma fórmula habitual das gravadoras em períodos de crise.

Dos Beatles a Michael Jackson, passando por Pink Floyd e Portishead, as datas de aniversário representam uma oportunidade para relançar novos “clássicos“, remasterizados.
Para o Oasis, 2014 marca os 20 anos do início de um fenômeno que sacudiu primeiro a Inglaterra e depois todo o planeta, até a separação do grupo em 2009, com mais de 70 milhões de álbuns vendidos.
Depois do primeiro álbum da banda, “Definitely Maybe“ (1994), reeditado em maio, o segundo disco do grupo dos irmão Gallagher, “(What`s The Story) Morning Glory?“ (1995), acaba de chegar às lojas. O terceiro álbum, “Be Here Now“ (1997), será reeditado em breve.
No fim de outubro também serão relançados dois álbuns do Led Zeppelin, incluindo o lendário “IV“ (com “Stairway to Heaven“).



          “ VOCÊ VIVE CHAPECÓ, VOCÊ CURTE SONORA! “ 




EXAME

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó