Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Jimmy Page e Robert Plant vão enfrentar um júri sobre plágio de “Stairway To Heaven”

Anterior ▲Próximo ▼
 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:teamrock, alegação, aponta, utilizada, garantiria, proteção, legal e entanto410 palavras6 min. para ler
Jimmy Page e Robert Plant vão enfrentar um júri sobre plágio de “Stairway To Heaven”
Ver imagem ampliada
Um juiz dos EUA decidiu que o guitarrista do Led Zeppelin Jimmy Page e o cantor Robert Plant deve enfrentar um júri sobre as alegações de que partes de “Stairway To Heaven” forma copiadas de uma música instrumental da banda Spirit.

O autor do ação judicial é o guitarrista do Spirit, Randy California, que há anos entrou na justiça afirmando que uma música sua, gravada por sua banda em 1967. A música chama-se “Taurus” e Randy afirma que Page e Plant a ouviram e copiaram ao lançar o clássico do Led em 1971.
Randy California havia dito em entrevistas antes de sua morte, em 1997, sobre a certeza do plágio. “sem dúvida alguma, minha obra foi copiada sim”, afirmava. No ano passado, Jimmy Page, classificou como “ridícula” essa afirmação, disse ainda nunca ter escutado “Taurus” até ser processado.
Michael Skidmore, representante de California, disse que Page poderia ter ouvido a peça do Spirit enquanto as duas bandas excursionaram juntas nos EUA nos anos de 1968 e 1969.

A defesa do Led  Zeppelin não foi baseada na alegada semelhança entre as músicas, mas sobre se o Spirit tem qualquer direito. É argumentado que a California escreveu Taurus segundo um contrato em que ele teria vendido todos os seus direitos. E ele teria rejeitado qualquer reivindicação em uma entrevista de 1991, onde dizia, “eu vou deixar que eles (Led) tenham o início da Taurus para sua canção, sem uma ação judicial”, afirmava Randy.

Outra alegação da defesa, aponta que a progressão de acordes não é bem utilizada e que isso não garantiria proteção legal.

No entanto, para o Distrito Central da Califórnia, através do juiz Gary Klausner decidiu que as peças são semelhantes o suficiente para deixar um júri decidir se Plant e Page são responsáveis por violação de direitos autorais, mas também descartando as reivindicações contra o baixista John Paul Jones e gravadora da banda.

Klausner escreve em seu julgamento, “embora seja verdade que uma progressão de quatro acordes cromática descendente é uma convenção comum, as semelhanças aqui transcendem essa estrutura central, o que permanece em uma avaliação subjetiva do ‘conceito e sentir’ de duas obras (...) uma tarefa não mais apropriada só para um juiz, sim um júri”, sentenciou.
O juiz acrescenta ainda que o contrato de California (de direitos cedidos) significa que sua propriedade só poderia, eventualmente, receber metade de quaisquer danos que possam ser atribuídos.

A audiência está marcada para começar no dia 10 de maio, no Tribunal do Distrito Central da Califórnia.

Fonte: TeamRock+


Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó