Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

França convoca embaixador dos EUA por escândalo de espionagem

Anterior ▲Próximo ▼
 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:afp, rádio, outros, países, europeus, totalmente, inaceitável e criticou274 palavras4 min. para ler
França convoca embaixador dos EUA por escândalo de espionagem
Ver imagem ampliada
A França convocou o embaixador dos EUA nesta segunda-feira para prestar esclarecimentos sobre reportagem do jornal “Le Monde” que revela o amplo esquema de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana tendo como alvo cidadãos do país.

As alegações de que a agência coletou milhões de registros telefônicos de franceses poderiam transformar-se em uma linha diplomática, no momento em que o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, chega a Paris para o início de uma turnê europeia sobre a Síria.

- Convoquei imediatamente o embaixador dos EUA e ele vai ser recebido nesta manhã no Quai d`Orsay (Ministério dos Negócios Estrangeiros francês) - disse o chanceler da França, Laurent Fabius, à margem de uma reunião da União Europeia em Luxemburgo.

Mais cedo, o ministro do Interior da França, Manuel Valls, classificou de chocante as revelações do “Le Monde” de que 70,3 milhões de comunicações telefônicas francesas foram registradas pela NSA em apenas um mês, entre 10 de dezembro de 2012 e 8 de janeiro de 2013.

- Se um país aliado espiona a França ou outros países europeus é totalmente inaceitável - criticou Valls à rádio Europe 1.

As informações obtidas pelo “Le Monde” constam nos documentos vazados pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden, exilado na Rússia, os quais o GLOBO, “The Guardian“ e “Washington Post” também tiveram acesso.

Na reportagem, escrita por um jornalista em colaboração com Glenn Greenwald, o ex-colunista do “Guardian” que originalmente revelou o programa de vigilância da NSA, conclui-se que conversas de certos números foram gravadas automaticamente. O esquema também coletou mensagens de texto, em registros que vão de 10 dezembro a 7 de janeiro.

Fonte: Folha de SP
Foto: Georges Gobet - AFP

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó