Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Drogas legais serão banidas no Reino Unido

Anterior ▲Próximo ▼

A ação já tem data prevista

 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:housemag, trará, substâncias, psicoativas, maio, conta, aberta e dessas242 palavras3 min. para ler
Drogas legais serão banidas no Reino Unido
Ver imagem ampliada
As “drogas legais” são drogas que ainda não foram proibidas pelo fato de serem muito novas ou pouco pesquisadas. Se você assistiu ao Fantástico, na Globo, no dia 10 de abril, você provavelmente viu uma matéria sobre isso, que acompanhava as noitadas de jovens usando algumas destas drogas no Reino Unido. A matéria foi uma releitura feita pela Rede Globo de Televisão de um documentário exibido pela BBC londrina.

Segundo o The Guardian, drogas sintéticas que imitam os efeitos de drogas ilícitas como a maconha e o ecstasy, serão banidas para venda na Inglaterra e no País de Gales — seguindo a onda da Irlanda, que criou uma lei similar em 2015. Incluem-se nesse grupo a maconha sintética, as poppers e o óxido nitroso (gás hilariante). O decreto teria entrado em vigor em abril, mas sofreu atraso por conta de discordâncias sobre algumas substâncias serem ou não psicoativas. Agora, a data será 26 de maio.

“Este decreto trará o fim da venda aberta dessas drogas potencialmente perigosas e dará novos poderes às autoridades para lidar com esse problema em qualquer nível nas comunidades, nas fronteiras, nos websites britânicos e nas nossas prisões”, diz Karen Bradley, Ministra do Interior do Reino Unido.

A posse destas drogas como usuário, entretanto, não será crime. Serão considerados como crimes a posse em prisões, posse com intenção de fornecer, o fornecimento em si, a produção, a importação e a exportação. As punições podem ser até 7 anos de prisão.

[via Housemag]

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó