Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Como foi o show do Foo Fighters em Porto Alegre

Anterior ▲Próximo ▼

Problemas com som, trânsito e estrutura marcam show na capital gaúcha

 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:uol, comandou, gosto, receptividade, surpreso, se, coro e set639 palavras9 min. para ler
Como foi o show do Foo Fighters em Porto Alegre
Ver imagem ampliada
Pela terceira vez no país —a primeira fora de festivais—, o Foo Fighters desembarcou em Porto Alegre nesta quarta-feira (21) disposto a mostrar que continua com fôlego jovem mesmo após duas décadas de estrada e dois anos movimentados. No Brasil com a missão de divulgar seu oitavo disco, “Sonic Highway“, lançado em novembro, Dave Grohl e equipe subiram ao palco do Estacionamento da Fiergs às 21h21 —um atraso de 20 minutos— para encarar uma longa e energética sessão de 2h45min de rock.

O público, que comprou todos os 30 mil ingressos disponíveis e ainda encarou trânsito caótico para chegar ao evento (localizado numa região afastada do centro de Porto Alegre), recebeu o Foo Fighters a plenos pulmões. Para dar início aos trabalhos, Grohl teve de pedir silêncio à plateia antes de soltar os acordes delicados que abrem “Something from Nothing“, a primeira faixa do novo álbum.

O som baixo para os padrões do rock não esfriou o público (era possível conversar a 30 metros do palco). Os Fighters emendaram “The Pretender“, e as 30 mil vozes responderam abafando o som da banda no refrão. “You are fucking loud! (“Vocês cantam muito alto!“)“, disse o vocalista após a segunda música, logo antes de colocar os fãs para pular com o hit “Learn do Fly“.

O jornalista Gustavo Foster do periódico gaúcho, Zero Hora, sintetizou as inúmeras críticas a respeito da qualidade do som na Fiergs, um problema velho conhecido.

- O que era para ser o grande show de 2015 foi prejudicado pelo fator mais importante de uma apresentação musical: o som. Como já é recorrente na Fiergs, o que mais houve foram reclamações sobre o volume, a qualidade e a equalização do som durante as três horas de evento - publicou o jornalista.

Na capital gaúcha, o Foo Fighters mostrou que está em forma após uma jornada exaustiva que começou em 2013 para a gravação do último disco. O projeto levou a banda a oito cidades diferentes, num passeio de costa a costa pelos Estados Unidos, e que ainda virou série de televisão. Mas o grupo soube equilibrar a necessidade de promover as novidades recentes e atender aos fãs na sua primeira passagem por Porto Alegre. Em “Arlandria“, a quinta do set de 26 músicas, Grohl comandou o coro e se mostrou surpreso com a receptividade. “Eu gosto de vocês, vocês são muito legais. Hoje, nós vamos tocar bastante. Nunca estivemos aqui, temos 20 anos para espremer em três horas“, disse o carismático vocalista do sexteto.

O grupo repetiu quase todo o repertório executado no domingo (18) em La Plata, na Argentina, com a exceção de três músicas. Mas o Foo Fighters levou para Santiago do Chile, no dia 15, quando chegou à América do Sul, canções que não foram apresentadas aos fãs argentinos e porto-alegrenses. Portanto, o público brasileiro pode ter esperanças de ver outros hits na sequência da turnê, uma boa notícia em tempos de repertórios engessados em função de uma organização de shows que privilegia a sincronia do setlist com recursos de imagem e o mínimo de imprevistos que possam diminuir o pique do público.

Da capital gaúcha, a banda segue para São Paulo (23), no Morumbi, Rio de Janeiro (25), no Maracanã, e Belo Horizonte (28), na Esplanada do Mineirão. Os shows da banda no Morumbi, em São Paulo, e no Maracanã, no Rio de Janeiro, serão transmitidos pela internet e pela TV, respectivamente.

No dia 23, o SKY Live vai transmitir o show no Morumbi pelo Facebook. Por exigência da banda, a transmissão terá um delay de três músicas. O show começa às 21h00.

Já no dia 25, o responsável pela transmissão do show no Maracanã é o Canal Multishow. A transmissão começa às 21h15. Uma possível transmissão pela internet está em negociação, assim como a exibição do show do Kaiser Chiefs e Raimundos.

As fotos são do Gordinho Viking da Sonora FM, Sir Willian Braga Villa Sanches. 

Fonte: UOL



Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed Chapecó